Filipe Esperança

Professor de

Trompete

O despertar do interesse pela música levou-o a iniciar-se nos estudos de trompete aos 13 anos de idade, com o professor António Lemos, na Escola de Música Filarmónica da Sociedade Filarmónica União Artística Piedense (SFUAP). A sua paixão por este instrumento impulsionou-o pouco tempo depois a ingressar como Trompetista na Banda da SFUAP, regida pelo maestro Carlos Ribeiro.

Em 2008, inciou o seu trabalho como professor na escola de música Anacrusa, participando igualmente em inúmeros projetos e grupos musicais daquela instituição, entre os quais a Anacrusa Big Band.

Desempenhou ainda o papel de trompetista na Jazz Kidding Big Band, regida pelo maestro Alfredo Soares.

Foi responsável, em conjunto com a escola secundária Emídio Garcia, pelo projeto infantojuvenil “Notas Soltas”.

Assistiu às Masterclasses de Trompete dos professores Ruben Simeó e João Bentes e, mais recentemente, frequentou o Curso de Musicoterapia regido pelo professor Javier Alcântara e organizado pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, no âmbito do projeto Facult’Art. Desde 2008 que frequenta aulas particulares com o professor José Manuel Raminhos.

Ao longo do seu percurso tem integrado, como trompetista, diversos projetos culturais e recreativos. Foi convidado a dirigir a Orquestra Ligeira e Juvenil da Associação Musical e Cultural Conde I.  Atualmente é também diretor do Departamento de Atividades Culturais e Recreativas da SFUAP.

Tem como trompetista de referência Louis Armstrong, a quem reconhece uma técnica fantástica e um estilo único. Vê no ensino uma oportunidade de ele próprio aprender e diz, com humor, que nas suas aulas tudo corre bem até ao momento em que os seus alunos têm de praticar escalas…